Como sustentar as Relações Públicas de sua empresa

Escrito por Redação Autem Solutions em 14 de maio de 2018

Dentro de um bom plano de marketing, pensar e administrar de forma eficaz as relações públicas do seu negócio pode trazer vantagens muito sólidas. Quando bem planejadas, elas podem influenciar a opinião pública sobre a sua organização e melhorar a imagem corporativa, criar conscientização sobre os produtos, os serviços e a marca, desenvolver relacionamentos profissionais a longo prazo e aumentar o recrutamento e a retenção de pessoal.

Para desenvolver um bom programa de relações públicas, é necessário examinar atentamente os objetivos e propósitos de sua organização, visto que os objetivos das relações públicas devem andar apoiados nestes primeiros. A partir disso, é necessário ter um público alvo bem definido, tanto de compradores/clientes como de funcionários, de mídia e de investidores.

Com o público definido, é interessante conduzir uma pesquisa que visa entender esses grupos que serão influenciados. Os resultados poderão te indicar o grau de conscientização dessas pessoas e suas opiniões, o que vai indicar onde e como você deve concentrar seus esforços.

Depois dessa pesquisa e com base nos objetivos globais da empresa, é a hora de estabelecer os principais objetivos e focos das relações públicas. Esses objetivos devem delinear aquilo que deve ser feito, para que seja então possível elaborar estratégias que preveem como chegar até lá. Essas metas devem ser realistas, mensuráveis e alcançáveis, ok? Os recursos financeiros e humanos necessários e disponíveis também devem ser estipulados e bem administrados nesse planejamento.

Dentro da estratégia e do planejamento, é importante definir as mensagens que devem chegar a cada um dos grupos de pessoas selecionados. Definam qual o conceito da sua comunicação e qual deve ser a linguagem e o vocabulário utilizados. Com tudo isso decidido, deve ser montado um programa de atividades a serem executadas. De acordo com a coleção Biblioteca de Gestão, aqui vão alguns exemplos de atividades:

  • Comunicações internas: boletins, murais, dinâmicas com o staff, reuniões informais, intranet.
  • Relacionamento com a mídia: releases, entrevistas, coletivas de imprensa, visitas de imprensa.
  • Negócios públicos: documentos informativos, apresentações aos órgãos públicos, contato com comitês
  • Relacionamentos com a comunidade: visitas, projetos comunitários, patrocínio de obras assistenciais.
  • Relacionamento com os investidores: relatórios, prestação de contas, jornais e revistas para acionistas

Durante a execução do planejamento, é fundamental acompanhá-lo de forma avaliativa, para perceber bem quais são os pontos positivos e negativos, entendendo os sucessos e insucessos para poder aprimorá-lo e torná-lo cada vez mais efetivo.

 

Compartilhe!